08/11/2015


Destaque do Goiás, atacante volta ao radar do clube celeste;
agente de Bruno Henrique ofereceu Malouda durante reunião

Vinícius Dias

Destaque do Goiás na Série A, com seis gols e seis assistências, o avante Bruno Henrique, de 24 anos, está na pauta do Cruzeiro. Segundo o Blog Toque Di Letra apurou, o nome do atleta foi mencionado recentemente durante encontro entre Sérgio Rodrigues, superintendente de futebol do clube, e Dênis Ricardo, agente e dono de 40% dos direitos de Bruno. Nos bastidores, há a expectativa de que a Raposa faça uma oferta ao fim do torneio. Seria a segunda tentativa no ano.


A primeira foi realizada por Valdir Barbosa, à época gerente de futebol do Cruzeiro, no início do Campeonato Brasileiro. "A intenção do Cruzeiro era trazê-lo para Belo Horizonte ainda neste ano, mas ele já havia feito sete jogos e não podia mais se transferir", disse Dênis. Questionado sobre o cenário atual, o empresário ressaltou o assédio ao atacante esmeraldino. "Todo mundo vem elogiando, mas não tive nenhuma proposta, somente conversas informais", acrescentou.

Bruno Henrique: em alta no mercado
(Créditos: Rosiron Rodrigues/Goiás E.C.)

Anunciado no início desta temporada, Bruno Henrique estendeu o vínculo com o Goiás em junho. O clube detém 60% dos direitos do jogador, cujo compromisso se encerra em dezembro de 2018. Curiosamente, o primeiro registro profissional de Bruno, datado de 2012, foi feito pelo Cruzeiro. O atleta foi contratado após se destacar na Copa Itatiaia. Sem estrear, foi cedido ao Uberlândia, de onde foi negociado com o Itumbiara, equipe que defendeu no ano passado.

Astro francês é oferecido

O assunto principal do encontro entre Sérgio Rodrigues e Dênis Ricardo, conforme o Blog apurou, foi o francês Florent Malouda, de 35 anos. "Ele ficou de avaliar a situação juntamente com comissão técnica e diretoria, e ver se a contratação pode ser efetivada. O primeiro passo foi o interesse dele em vir", disse o agente. As tratativas entre Malouda, hoje no Delhi Dynamos, da Índia, e o Cruzeiro são intermediadas pelo advogado Louis Dolabela, que é especialista em direito desportivo e também participou da reunião mencionada.

Malouda: francês deseja atuar no Brasil
(Créditos: Malouda/Instagram/Reprodução)

"Malouda tem uma relação estreita com o Brasil. O pai da esposa dele é brasileiro, e ele sempre teve a intenção de jogar no país", explicou Dênis. Cogitado no Santos e no Vasco em temporadas passadas, o meia francês visitou Belo Horizonte em 2012, na companhia do amigo Cláudio Caçapa, ex-zagueiro e ex-auxiliar técnico do sub-15 celeste. "Naquela época, ele gostou muito da cidade, viu com muito carinho a situação, a dimensão do Cruzeiro", completou.

Metodologia cruzeirense

Contatado pela reportagem, Sérgio Rodrigues confirmou a reunião com o empresário, procedimento comum no clube, segundo ele, mas evitou dar mais detalhes. "A política do Cruzeiro é receber todos os empresários. Se um dos três responsáveis pelo futebol (além dele, Thiago Scuro e Bruno Vicintin) não puder atender, o outro atende", disse. Sérgio ainda revelou que reunião interna realizada ontem apontou o diretor Thiago Scuro como responsável por comentar as situações de mercado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário