01/02/2015


Sonhando em repetir feito do Ipatinga, em 2005, times do
interior de Minas Gerais desafiam o trio de Belo Horizonte

Vinícius Dias

A missão é dura: impedir o 16º título do América e desbancar a hegemonia da dupla Cruzeiro, atual campeão brasileiro, e Atlético, vencedor da última edição da Copa do Brasil. Mas nove times do interior de Minas Gerais dão, neste domingo, o pontapé inicial em busca do sonho de levantar o troféu estadual. A expectativa é reeditar o feito do Ipatinga, que surpreendeu o Cruzeiro em pleno Mineirão e foi campeão há exatos dez anos. As receitas aliam experiência e juventude.


Semifinalista em 2014, o Boa Esporte, de Varginha, é um dos principais candidatos. Após o sexto lugar na Série B, o time perdeu o técnico Nedo Xavier e alguns de seus principais destaques. O zagueiro Thiago Carvalho, emprestado pelo Cruzeiro, e o veterano lateral-esquerdo Marinho Donizete são dois remanescentes. O Tricolor, agora comandado por Ney da Matta, ganhou 15 reforços. Entre eles, o meia Marlos, irmão gêmeo de Marlone, meia-atacante do Fluminense.

Marlos: meia é reforço do Boa Esporte
(Créditos: Assessoria Boa Esporte/Divulgação)

O Tombense é um dos representantes da Zona da Mata mineira. Campeã da Série D do Brasileiro, a equipe chegou motivada e sonhando alto. Além de manter as principais peças, como Joílson, volante com passagens por Grêmio e São Paulo, o Gavião ainda apostou em atletas como o volante Coutinho, ex-Vasco, e o meia Luiz Fernando, criado nas categorias de base do Cruzeiro. No banco de reservas estará o técnico Junior Lopes, filho do lendário Antônio Lopes.

A força do Galo Carijó

Na Série C, o time de Tombos terá a companhia do Tupi, de Juiz de Fora. Por sinal, após a boa campanha no último ano, o alvinegro perdeu peças importantes. Ainda assim, o interminável Ademílson segue no comando do ataque. Entre os contratados, menções para o centroavante Daniel Morais, ex-América e Cruzeiro, e para o veterano goleiro Glaysson, que fez história com a camisa do Villa Nova.

Fábio Júnior: grande nome do Bugre
(Créditos: Guarani Divinópolis/Divulgação)

Após brigar contra o rebaixamento na temporada passada, o Guarani, de Divinópolis, é um dos times que mais se reforçaram para 2015. No grupo comandado por Gian Rodrigues, a experiência de atletas como o goleador Fábio Júnior, que tem passagens pelo trio da capital, e Leandro Ferreira, ex-América, contrasta com a juventude de Octávio Felinto. O armador, de apenas de 16 anos, é neto do Rei Pelé.

Um Leão de cara nova

Quarto maior campeão mineiro, com cinco títulos, o tradicional Villa Nova aposta na renovação - em campo e nos bastidores - para voltar a trilhar o caminho das vitórias. O grupo do Leão do Bonfim, que está se preparando desde o início de dezembro, ganhou jogadores como Michel Elói, volante campeão da Série B pelo Joinville, e Diego Clementino, atacante revelado pelo Cruzeiro. Marcelo Rosa, volante eleito revelação do Mineiro de 2013, é um dos destaques do time.

Dudu: reforço para o meio-campo da URT
(Créditos: URT/Instagram/Reprodução)

Depois de dez anos, a histórica rivalidade de Patos de Minas está de volta à elite do Mineiro. A URT, comandada pelo técnico Vilson Taddei, aposta na experiência do volante Dudu, ex-América, e do zagueiro Carciano, ex-Villa Nova. Após conquistar o Módulo II no ano passado, o Mamoré contratou reforços como Evaldo, zagueiro ex-Grêmio, e Alan Bahia, volante campeão brasileiro pelo Atlético/PR em 2001.

Missão é surpreender

Oitava colocada na temporada passada, a Caldense está preparada para surpreender. A Veterana, mais uma vez comandada por Léo Condé, tem atletas como o meia Ewerton Maradona e o goleiro Rodrigo, contratado junto ao Tupi. O Democrata, por sua vez, retornou à elite neste ano. O clube de Governador Valadares aposta na mescla entre a experiência do goleiro Fábio Noronha, ex-Flamengo, e a juventude do meia-atacante Kaio, emprestado pelo América.

Nenhum comentário:

Postar um comentário