19/01/2013


Em encontro na tarde de terça-feira, autoridades definiram
retorno das duas torcidas aos clássicos; internautas apoiaram

Vinícius Dias

Habemus acordo! Em reunião que contou com a presença do governador do Estado de Minas, Antônio Anastasia, e dos presidentes de Cruzeiro e Atlético, foi acertada a volta das duas torcidas ao clássico estadual. "A partir de agora, em todos os estádios de Minas Gerais, teremos sempre garantia das duas torcidas", revelou o governador, em coletiva ao fim do encontro.

Decisão que contou com a aprovação dos torcedores da capital mineira. Em enquete realizada pelo Blog Toque Di Letra, aproximadamente 60% dos internautas se posicionaram de maneira contrária aos clássicos com torcida única. Outros 40%, no entanto, disseram 'apoiar' a iniciativa nos estádios mineiros.

Equilíbrio é 'marca'

Entre agosto de 2010 e dezembro de 2012 - período em que o Mineirão esteve em obras -, dez clássicos com 'torcida única' foram disputados Minas Gerais afora. O retrospecto denota equilíbrio. Quatro vitórias para cada lado, dois empates, e alta média de gols: 4,3 por jogo. A Raposa balançou as redes adversárias em 24 ocasiões. Já o Galo marcou em 19 oportunidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário