12/04/2014


Dezenas de cruzeirenses se reuniram nesta tarde em encontro
de colecionadores, no bairro Santa Amélia, em Belo Horizonte

Vinícius Dias

De Palestra Itália a Cruzeiro. Do azul estrelado ao branco, registrado nas flâmulas, revistas, camisas. A 2ª edição do encontro de colecionadores de camisas e itens do Cruzeiro reuniu dezenas de cruzeirenses e 93 anos de história na tarde deste sábado. O evento aconteceu no Fanáticos Esporte Bar, no bairro Santa Amélia, em BH.

A menos de 24 horas do confronto contra o Atlético, que pode significar mais uma página heroica e imortal para a história estrelada, os torcedores aproveitaram a oportunidade para, além do tradicional bate-papo, vender, trocar e expor artigos históricos.

1966, 2003, 2013: história do tri celeste
(Créditos: Vinícius Almeida/Reprodução)

Nem mesmo os cerca de 100 km que separam Barão de Cocais de Belo Horizonte impediram o torcedor celeste Vinícius Almeida, de 30 anos, de participar do encontro. "O evento foi muito bem organizado e tudo correu muito bem. Foi a 2ª edição, e pretendemos fazer outras", disse ao Blog Toque Di Letra.

Parte da história...

Para o colecionador, a histórica camisa utilizada pelos atletas da equipe na conquista da Taça Brasil de 1966, diante do Santos, de Pelé, foi um dos destaques da exposição deste sábado. "Foi a que mais despertou minha atenção", acrescentou.

Um comentário:

  1. Quem tem história, tem que mostrar mesmo... Da-lhe Cruzeirão...

    ResponderExcluir