07/02/2015


Por ora, supervisor e gerente de futebol têm trabalhado ao
lado do presidente Gilvan; falta um meia para fechar grupo

Vinícius Dias

Em meio ao agitado processo de reformulação do elenco, a busca por um novo diretor de futebol ficou em segundo plano na Toca II. Um dos mais ativos no atual mercado de transferências, o Cruzeiro já confirmou nove reforços para a temporada. O décimo nome será o zagueiro Paulo André, ex-Corinthians, e a diretoria ainda pretende contratar mais um meia para suprir a perda de Éverton Ribeiro. No momento, Benecy Queiroz e Valdir Barbosa comandam as ações do futebol estrelado ao lado do presidente Gilvan de Pinho Tavares.


"Gilvan, dentro da política dele, adotou para si o direito de contratar e de formatar contratos. E deu a nós, a mim e ao Valdir (Barbosa), o poder de iniciar as tratativas, evidentemente com a orientação dele", destaca Benecy Queiroz ao Blog Toque Di Letra, explicando a sistemática de trabalho do departamento de futebol. O supervisor foi o responsável por alinhavar as contratações do lateral-esquerdo Pará, ex-Bahia, e do atacante camaronês Joel, ex-Coritiba, por exemplo.

Benecy Queiroz apresenta lateral Pará
(Créditos: Washington Alves/Light Press)

Há quatro semanas, em contato com o Blog, o vice-presidente do clube chegou a citar que Gilvan de Pinho Tavares já analisava opções em busca do substituto de Alexandre Mattos. No momento, com foco na busca por reforços, após a perda de cinco titulares, a situação entrou em compasso de espera. Benecy minimiza a falta de um diretor. "Não houve quebra no trabalho. A questão não é a figura do diretor (de futebol), são as pessoas que fazem a equipe".

Mudança de filosofia

O dirigente ressalta a boa avaliação do clube nos bastidores. "Hoje, nós disputamos as quatro maiores competições do Brasil. Todo mundo quer jogar no Cruzeiro, que é um clube organizado". Benecy ainda evidencia a mudança de planos em relação às últimas temporadas. "O clube mudou a filosofia, está buscando atletas jovens, mas de ótima qualidade técnica. É questão de tempo para que eles possam confirmar seu valor. O torcedor pode ter a certeza de que nós vamos fazer o que há de melhor para o Cruzeiro", assegura o supervisor.

Valdir Barbosa ao lado de Ricardo Goulart
(Créditos: Site Oficial do Cruzeiro/Divulgação)

A opinião é semelhante à de Valdir Barbosa. "Tem sido feito um trabalho visando à montagem de um elenco que possa fazer uma boa Libertadores, enfim, um bom ano de 2015. Estamos atento às contratações de peso e, em um momento oportuno, elas aparecerão", diz o gerente de futebol. A palavra de ordem, para Barbosa, é cautela. "Não adianta sair na correria, contratar o primeiro que estiver na frente. Nós temos que ter consciência daquilo que estamos fazendo".

Nenhum comentário:

Postar um comentário