26/08/2016


Treinador tem se dedicado a período de estudos em clubes do
continente; roteiro passa por Real Madrid, Lyon e Fenerbahçe

Vinícius Dias

Encerrada sua primeira experiência como treinador, à frente do Cruzeiro, Deivid tem se dedicado, por ora, a um período de intercâmbio no futebol europeu. A iniciativa tem como foco a troca de experiências com atletas e comissões técnicas de clubes do continente, especialmente em relação às metodologias de treinamento. A primeira parada foi no Real Madrid, onde Deivid foi recebido por Roberto Carlos, hoje diretor institucional do clube. No momento, está em Lyon, na França.


"Temos visto todos os treinos e jogos (da equipe) e temos trocado ideias diariamente com os membros da comissão técnica do profissional e alguns atletas, como o (lateral brasileiro) Rafael, que a cada treino faz questão de nos passar o que sentiu", comenta ao Blog Toque Di Letra. O treinador está na cidade do lado do preparador físico Daniel Félix, ex-Flamengo. Os dois têm como anfitriões Cláudio Caçapa, hoje auxiliar técnico do Lyon, e Cris, que comanda a equipe sub-19.

Daniel Félix e Deivid em visita ao Lyon
(Créditos: Arquivo Pessoal/Deivid de Souza)

Conforme a programação inicial, o intercâmbio se estenderá por mais três semanas. Os próximos destinos serão Portugal e Turquia. O roteiro inclui visitas às instalações do Fenerbahçe, clube turco que Deivid defendeu por cinco temporadas, e dos lusitanos Sporting Braga, Porto e Estoril, equipe comandada pelo brasileiro Fabiano Soares.

Aprendizado na Europa

A oportunidade de reviver o dia a dia do futebol europeu, agora fora dos campos, é especial para Deivid. "Está sendo fantástico. Estudar é sempre muito importante e complementar o que vivi aqui como jogador com toda essa teoria está sendo muito gratificante", avalia. "Tenho reforçado alguns conceitos que já tinha e agregado outros. Acredito que esse é o caminho para me tornar um profissional melhor", completa.

Ao lado de Roberto Carlos, em Madrid
(Créditos: Arquivo Pessoal/Deivid de Souza)

A relação do iguaçuano com o Cruzeiro teve seu capítulo inicial em 2003, quando o então atacante integrou o elenco da Tríplice Coroa. Vendido ao francês Bordeaux ainda na temporada 2003-2004, passou 12 anos longe do clube. O retorno, no posto de auxiliar, ocorreu no último ano, quando trabalhou com Luxemburgo e Mano Menezes. Promovido em dezembro, o treinador comandou a Raposa em 17 jogos oficiais, com dez vitórias, cinco empates e duas derrotas.

Um comentário:

  1. Deivid é um camarada de caráter. Ainda será um grande técnico. Torço para que ele seja muito feliz em sua carreira.

    ResponderExcluir