01/08/2016


Após período fora dos gramados por lesões, xodó teve apoio
da torcida alvinegra e precisou de um minuto para fazer gol

Vinícius Dias

Do clássico ante o Cruzeiro, em 27 de março, ao confronto com o Santa Cruz, na noite do último sábado, se passaram 125 dias. Ao longo desse período longe do Horto, Luan também precisou conviver com a incerteza. "Muitos falavam que eu não poderia voltar a jogar". Porém, outra vez nos braços do torcedor, o meia-atacante precisou de apenas um minuto para balançar as redes: passe de Robinho e gol para selar a vitória, por 3 a 0, sobre o tricolor de Pernambuco.


Satisfação estampada nas palavras do camisa 27. "É difícil falar, porque a emoção é muito grande para mim. Muitos não acreditavam, davam minha carreira por encerrada e Deus falou para mim que não era a vontade dele que eu parasse nesse momento", disse. "Esse clube é tudo para mim. Eu sou grato por tudo", completou. Com 14 partidas, duas após passar por cirurgia em razão de lesões no menisco e na cartilagem do joelho direito, Luan soma quatro gols neste ano.

Luan: felicidade no retorno ao Horto
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

A volta do xodó atleticano, que foi peça decisiva na conquista da Copa do Brasil de 2014, marcando gols contra todos os adversários, valeu elogios do técnico Marcelo Oliveira. "Vai ser peça fundamental em nosso trabalho, na sequência. Não só porque joga bem, é um jogador tático e se doa em campo, mas pela pessoa que é, o astral. Ele é um cara que está sempre alegre, disponível e, não por acaso, aconteceu de fazer o gol no primeiro toque na bola", destacou.

Apoio do artilheiro Fred

Vice-artilheiro do Atlético neste Campeonato Brasileiro, com cinco gols, e contratado durante o período em que o alagoano, de 25 anos, estava no Departamento Médico, o centroavante Fred também exaltou o retorno do meia-atacante. "A gente fica feliz, principalmente pelo Luan, a volta dele... Emociona ver essa dedicação toda quando ele entra em campo e a gente fica feliz por ele", destacou o camisa 99.

Nenhum comentário:

Postar um comentário