23/04/2017

O trunfo do América e a missão da URT

Vinícius Dias

No Mineirão, o Atlético abriu o placar com Rafael Moura, teve várias chances, desperdiçou e viu Marques empatar para a URT. Na Arena Independência, Messias colocou o América em vantagem, mas Thiago Neves marcou para o Cruzeiro logo depois. Os empates por 1 a 1 mantiveram a vantagem de Atlético e Cruzeiro, mas também os sonhos de URT e América, que terão 90 minutos para transformá-los em realidade neste domingo.


Atual campeão, o Coelho entrará em campo no Mineirão com o objetivo de dar mais um passo na busca pelo bi. Se o campo aponta que o time de Enderson Moreira ainda tem lacunas, o retrospecto serve como trunfo: desde 2004, quando o estadual passou a contar com primeira fase seguida de mata-mata, o América chegou à decisão duas vezes - em 2012 e 2016 -, superando justamente o Cruzeiro nas semifinais.

América e URT lutam por vaga na decisão
(Créditos: Carlos Cruz/América FC/URT/Divulgação)

Na Arena Independência, a missão da URT é, acima de tudo, reescrever a história: no atual formato do Campeonato Mineiro, o Atlético jamais foi eliminado por uma equipe do interior nas semifinais. Prestes a completar 78 anos, o Trovão Azul sonha em disputar a final pela primeira vez. A incógnita para o bom time comandado por Rodrigo Santana é como aliar a necessidade de vencer à de dar menos chances ao adversário.

Desde 2004, Atlético e Cruzeiro duelaram em sete das 13 decisões estaduais. No período, não houve nenhuma disputa de título sem a presença de pelo menos um deles. Em 2017, a história passa por América e URT.

Nenhum comentário:

Postar um comentário