26/01/2014


Clubes apostam em ex-jogadores de Cruzeiro e Atlético para
surpreender e reeditar o feito do Ipatinga, campeão em 2005

Vinícius Dias

Enquanto os favoritos Cruzeiro e Atlético vão dividir as atenções entre o estadual e a Libertadores no primeiro semestre, os clubes do interior se preparam para, com foco total, surpreender no Mineiro. Com nomes de destaque como Fábio Júnior, ex-Cruzeiro e Atlético, Mancini, ex-meia do Atlético, e Alex Silva, zagueiro bicampeão brasileiro pelo São Paulo, nove equipes almejam repetir, depois de nove anos, o feito do Ipatinga, que conquistou o título em 2005.

Campeão do interior em 2013, o Villa Nova, de Nova Lima, tentará rugir mais alto neste ano. E, para isso, a diretoria do Leão apostou em nomes conhecidos dos torcedores mineiros. Além do camisa 10 Mancini, de 33 anos, o técnico Paulinho Kobayashi terá à disposição dois ex-atleticanos: Welton Felipe e Ferrugem. O time busca o título comemorado pela última vez no ano de 1951.

Mancini (à direita) é o 10 do Villa
(Créditos: Villa Nova A.C./Divulgação)

Representante de Minas Gerais na Série B, o Boa Esporte, de Varginha, quer apagar a imagem do fiasco de 2013, quando ficou em décimo lugar. Os principais nomes da Coruja estão na zaga. Alex Silva, Matheus e Thiago Carvalho, ambos ex-Cruzeiro, compõem o setor. No meio-campo o clube conta com Francismar, que surgiu como promessa no América nos anos 2000, e passou pelo Cruzeiro.

Força do goleador

Após surpreender em 2013, ano em que estreou na divisão principal, o Tombense almeja seguir no topo. A aposta é no treinador Moacir Júnior, ex-Betim, que comanda um grupo com nomes como o experiente lateral-direito Joílson, ex-São Paulo e Botafogo. Destaque do time na temporada passada, Júnior Negão, artilheiro do Mineiro, com sete gols, continua no comando de ataque.

Alex Silva: xerifão do Boa Esporte
(Créditos: Rede Globo/Reprodução)

Depois de confirmar a volta à Série C, o Tupi sonha com o inédito título estadual em 2014. A equipe, que será dirigida por Wilson Gottardo, ex-zagueiro, campeão da Libertadores de 1997 pelo Cruzeiro, tem no veterano Ademílson, aos 39 anos, a sua esperança de gols. A zaga, formada por Adriano Mansur, ex-Atlético, e Fabrício Soares, ex-América, é o setor de destaque do Galo Carijó.

De volta a casa...

Após mandar seus jogos em Nova Serrana em 2013, o Guarani volta ao Farião, em Divinópolis. Com a força da apaixonada torcida, o Bugre, que segue sob o comando de Leston Jr., aposta no meia Michel Cury, de 32 anos, para garantir vaga na Série D. Thiago Carpini, ex-Atlético, é outro bom nome do elenco.

Fábio Júnior é a aposta do Minas
(Créditos: Minas Boca/Divulgação)

Estreante na elite, o Minas Boca foi inspirado no argentino Boca Juniors. No elenco, os principais nomes são Micão, ex-América, e o goleador Fábio Júnior, que já atuou no trio da capital. Ao lado do time de Sete Lagoas, a URT, de Patos de Minas, volta à divisão principal após obter o acesso em 2013. As apostas do clube são Mancuso, volante revelado no Cruzeiro, e Eraldo, atacante ex-Villa Nova.

Para surpreender

Após ficar em sexto em 2013, a Caldense, de Poços de Caldas, planeja surpreender neste ano. Comandada por Léo Condé, que fez sucesso nas categorias de base do Atlético, a Veterana aposta no retorno do volante Maxsuel, de 32 anos, que já disputou mais de 100 partidas pelo time. O Nacional, que vai mandar seus jogos em Muriaé, aposta nos experientes Márcio Alemão, ex-Ipatinga, e Léo Medeiros, ex-Flamengo, para buscar a sonhada vaga na Série D nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário