14/02/2017


Invicto nesta temporada e embalado pela vitória sobre Vasco, time
fluminense tem mando de campo e ex-goleiro celeste como trunfos

Vinícius Dias

Na noite desta quarta-feira, o Cruzeiro iniciará a caminhada em busca do pentacampeonato da Copa do Brasil encarando um adversário inédito em jogos oficiais: o Volta Redonda. Campeão brasileiro da Série D, de forma invicta, na temporada passada, o Voltaço voltou a ganhar holofotes após vencer o Vasco, no último domingo, por 1 a 0. Palco do triunfo, o estádio Raulino de Oliveira também receberá o duelo contra a equipe comandada pelo técnico Mano Menezes.


O mando de campo é, exatamente, um dos pontos fortes do time do Sul Fluminense, que precisa vencer para avançar à segunda fase - em caso de empate, o Cruzeiro se classificará. No ano passado, o Volta Redonda teve 73% de aproveitamento em casa. Em 21 confrontos disputados, somou 14 vitórias, quatro empates e apenas três reveses - os dois últimos pela Copa Rio, na qual utilizou reservas e atletas da base. A última derrota do time principal foi há dez meses: 0 a 2 ante o Fluminense.

Volta Redonda festeja título da Série D
(Créditos: Dalila Almeida/Volta Redonda FC)

Atual campeã mineira do interior e oponente celeste no próximo sábado, a URT foi uma das vítimas de 2016. Na trajetória que culminou no título da Série D com dez vitórias e seis empates em 16 jogos, o Voltaço encarou o Trovão Azul em quatro oportunidades - duas pelo grupo 12 e outras duas pela segunda fase. No estádio Zama Maciel, em Patos de Minas, ambos os duelos acabaram empatados. No Rio de Janeiro, a URT foi derrotada duas vezes, o que resultou na eliminação.

Tetracampeão x 5ª participação

Cruzeiro e Volta Redonda têm históricos bastante diferentes na Copa do Brasil. A partida desta quarta-feira marcará o início da 21ª participação da equipe celeste, seis vezes finalista e quatro vezes campeã da competição - em 1993, 1996, 2000 e 2003. Por outro lado, o time fluminense voltará a disputar após três edições ausente. Em quatro participações anteriores, a melhor campanha remonta a 2006, quando foi eliminado pelo futuro vice-campeão Vasco nas quartas de final.

Cairo, ex-Atlético, comanda o Voltaço
(Créditos: Wallace Feitosa/Volta Redonda FC)

Invicto nesta temporada, o Voltaço é comandado pelo mineiro Cairo Lima, que teve três passagens pelo rival Atlético nos tempos de meio-campista, conquistando as copas Conmebol e Centenário, em 1997, e três mineiros. Com dois gols em quatro jogos, o atacante David Batista é o artilheiro da equipe em 2017. No gol, um velho conhecido do torcedor celeste: Douglas Borges, formado na Toca da Raposa I e reserva de Rafael na conquista da Copa São Paulo de Futebol Júnior, em 2007.

Nenhum comentário:

Postar um comentário