06/10/2015


Boa relação de Giuliano Aranda e seu sócio, Ubiraci Cardoso,
com a diretoria celeste pode ser decisiva em ambos os casos

Vinícius Dias

Depois de ter o nome ligado ao Palmeiras, o zagueiro Dedé demonstrou irritação na tarde de ontem. Em tom mais ameno, o empresário Giuliano Aranda corroborou a negativa do defensor estrelado. "Em sua trajetória, Dedé sempre foi um atleta assediado... No caso do Palmeiras, as pessoas que hoje dirigem o clube o conhecem bem, trabalharam juntos (por dois anos). Mas não há nenhuma negociação em andamento", argumentou em entrevista ao Blog Toque Di Letra.


O objetivo mais imediato, segundo Aranda, é a recuperação do beque. "A gente espera que ele termine o ano à disposição do treinador, como os demais atletas". Contudo, o agente reconheceu que há sondagens. "Tem interesse informal de vários clubes, como sempre teve". O defensor tem vínculo com a Raposa até abril de 2017. Em caso de negociação, segundo apurou a reportagem, o clube celeste receberia cerca de 20% do valor, a título de vitrine.

Dedé durante treinamento celeste
(Créditos: Washington Alves/Vipcomm)

Contatado pelo Blog, o vice de futebol celeste, Bruno Vicintin, foi enfático ao afirmar que Dedé faz parte dos planos para 2016. Além da trajetória vitoriosa, a boa relação entre o clube e o staff do atleta pesa a favor da sequência em Minas. Giuliano e seu sócio Ubiraci também representam os volantes Willians e Charles e, no primeiro semestre, foram acionados pelo Cruzeiro para intermediar as negociações visando à contratação do meia Wágner, à época no Fluminense.

Renovação nos planos

Com contrato até 31 de dezembro, o volante Charles segue com o futuro indefinido. "Ainda não houve nenhuma reunião formal com o Cruzeiro para renovação. O atleta tem uma longa história no clube, está em casa. (Para buscar algo) externamente, ainda é cedo", pontuou Aranda. O camisa 28 está entre os jogadores mais ativos na temporada celeste: disputou 27 partidas, 20 como titular. E quer mais. "A prioridade é dar continuidade", afirmou o agente.

Um comentário:

  1. Já passou da hora do Cruzeiro tentar adquirir parte dos direitos de Dedé e acabar com as "vitrines" do clube!

    ResponderExcluir