03/07/2013

Aqui é Galo... lá também!

Gaaalooo! Saudações, massa!

Mais uma vez, é hoje! É outro dia, outra batalha. O dever chama. E que dever. A equipe do Atlético está em Rosário, na Argentina, para encarar muito mais que um adversário. Hoje, o Galo entra para quebrar um tabu. Para dar o primeiro passo rumo à história. O clube mineiro nunca esteve nas finais da Libertadores. Agora, então, apesar dos desfalques, foco no objetivo é essencial. Voltar do confronto com o Newell's marcando gols, por ora, é um grande passo às finais.
A pressão será a mesma. O clube argentino explora muito o seu ataque. Assim como o Galo. Se tudo correr como previsto, teremos gols dos dois lados. O que, de fato, não pode acontecer é o placar não ser carimbado pelos jogadores do Atlético. Ou seja, o que o Galo precisa é de gols. Se sofrê-los, é algo que já estaria no 'script'. Foi assim contra o São Paulo, contra o Tijuana.

Neste retorno da Copa das Confederações, Jô e Bernard se juntaram a Ronaldinho e Diego Tardelli na linha-de-frente alvinegra. O quarteto que encantou o Brasil inteiro no primeiro semestre, vem para fazer gols. Isso eles sabem muito bem. Jô, Tardelli e Ronaldinho, juntos, já marcaram 30 gols nesta temporada. E Bernard, o ponta, marcou cinco. O 'bambino de ouro' fica atrás de Luan e Réver, que têm seis gols. O último, xerife do time, é um grande desfalque.

Foi Réver quem marcou ante o Tijuana, naquele jogo estranho. Foi ele o grande salvador dos 90 minutos. E não vamos contar com o capitão nos dois embates. Uma pena... Pois o zagueiro merecia disputar. No entanto, vamos esperá-lo epara a próxima fase. Ou melhor, aguardamos as finais. Queremos o Galo no topo. E não será fácil, nunca. Aqui é sofrido, aqui é Galo. E lá, nesta noite, torcemos para que também seja Galo. Sorte aos atleticanos. 

'Guenta coração'!

Nenhum comentário:

Postar um comentário