10/12/2016


Clubes devem faturar, apenas na primeira fase, mais que campeão
de 2016; Liga terá comissão disciplinar própria e renovou com Anaf

Vinícius Dias

Com 16 clubes, a segunda edição da Copa da Primeira Liga será realizada entre 25 de janeiro e 08 de outubro de 2017. O regulamento, que já foi apresentado aos filiados, traz novidades em relação ao desta temporada. Apresentação de Certidão Negativa de Débitos (CND) e de declaração que comprove o pagamento dos salários e de direito de imagem dos atletas passam a ser requisitos para participação.


Na primeira fase, os 16 clubes serão divididos em quatro grupos de quatro. Líderes e vice-líderes avançarão à segunda fase. Nas quartas de final, os confrontos serão definidos por sorteio, tendo os primeiros colocados como cabeças de chave e, por consequência, mandantes. As semifinais e a final também terão jogo único, com mando de campo pertencendo à equipe de melhor campanha na primeira fase.

Neste ano, Fluminense foi o campeão
(Créditos: Mailson Santana/Fluminense F.C.)

Os clubes poderão inscrever atletas em qualquer fase do torneio - a data limite fixada é o último dia útil antes da final, ou seja, 06 de outubro. No regulamento, também estão permitidas transferências entre participantes, inclusive de atletas que já tiverem sido escalados.

Comissão disciplinar e arbitragem

A exemplo deste ano, uma comissão disciplinar própria julgará as infrações disciplinares relativas à Copa da Primeira Liga, não cabendo recurso contra decisões. Quanto à arbitragem, o contrato com a Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (Anaf) foi renovado. A entidade deve repetir a fórmula adotada na edição inicial, marcada pela realização de audiências públicas para designação das equipes de arbitragem.

Liga renovou o contrato com a Anaf
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

Financeiramente, a segunda edição será mais atraente. O novo contrato de TV está alinhavado. Conforme o Blog Toque Di Letra noticiou na quarta-feira, espera-se aumento significativo das receitas referentes às placas de publicidade. Dirigentes de alguns participantes projetam que, somente na primeira fase de 2017, os clubes terão cotas 20% superiores ao prêmio do atual campeão Fluminense - R$ 500 mil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário