20/03/2017


Com 24 pontos, time já superou campanha registrada com Aguirre
e pode quebrar dois recordes nas próximas rodadas da competição

Vinícius Dias

O gol marcado por Rafael Moura, já nos acréscimos da partida contra o Tricordiano, em Divinópolis, garantiu a classificação do Atlético às semifinais do Campeonato Mineiro com três rodadas de antecedência. Com oito vitórias consecutivas, o time alvinegro chegou a 24 pontos, quatro a mais do que somou em toda a primeira fase no ano passado. Em alta, Roger Machado e seus comandados podem bater dois recordes no estadual.


Com mais três confrontos pela frente - contra URT, na Arena Independência; Cruzeiro, no Mineirão; e Caldense, no Ronaldão -, o Atlético precisa de duas vitórias para sacramentar sua melhor campanha na fase de classificação. Desde 2005, quando o torneio passou a ser disputado por 12 clubes, o melhor desempenho foi registrado em 2012: naquele ano, sob o comando de Cuca, o time conquistou 29 dos 33 pontos possíveis.

Rafael Moura: herói já nos acréscimos
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

O alvinegro tem, ainda, a oportunidade de bater o recorde geral da primeira fase. Disputadas 12 edições, a melhor campanha pertence ao Cruzeiro: em 2013, a equipe comandada por Marcelo Oliveira somou 31 pontos, com dez vitórias e um empate. Para tanto, além das estatísticas, o Atlético precisará derrotar o rival celeste dentro de campo. O clássico está marcado para o dia 1º de abril, às 16h, no Mineirão.

Treinador exalta resultados

No sábado, Roger Machado destacou a importância do bom início. "É sempre bom construir um trabalho vencendo. O Campeonato Mineiro é muito difícil, as equipes do interior sempre fazem jogos muito difíceis. A gente espera sempre um bom início, mas está um pouco acima da expectativa com relação aos resultados, porque a gente sabe que não é sempre que se consegue oito vitórias seguidas em um regional difícil como é o Mineiro".

3 comentários:

  1. Mas no fundo o que vale é ser campeão.
    Nada disso me ilude. O Galo não está conseguindo criar jogadas de ataque e ainda não vejo as linhas bem definidas.
    Ainda não vejo compactação e os contra ataques, que eram o forte do time do Gremio ainda são tímidos.

    ResponderExcluir
  2. O atletico só está ganhando de equipe tecnicamente muito inferior. Vamos ver o desempenho do time no Brasileiro e libertadores...

    ResponderExcluir
  3. Não existe time perfeito e o Galo ainda está longe da perfeição. Há muitas falhas, buracos, principalmente na defesa, goleiros abaixo da grandeza do elenco, falta de sintonia, desarranjo e falta de consistência. Eu quero o 44º título, mas não me iludo com este time.

    ResponderExcluir