11/07/2018

Felipão negocia com Egito e Coreia do Sul

Da Redação

Desempregado desde que deixou o Guangzhou Evergrande, da China, em novembro, Felipão pode iniciar, em breve, seu terceiro trabalho à frente de uma seleção. O treinador negocia com as federações de Egito e Coreia do Sul. Ambas caíram logo na primeira fase da Copa do Mundo da Rússia - o Egito terminou como lanterna do grupo A, enquanto a Coreia do Sul, algoz da atual campeã Alemanha, ficou em terceiro no grupo F.

Felipão: do penta ao 7 a 1 na seleção
(Créditos: Rafael Ribeiro/CBF)

"O técnico Luiz Felipe Scolari segue conversando com as federações do Egito e Coreia do Sul sobre projeto e planos para os próximos anos. Ainda não foi falado em valores. Definição até a próxima semana", confirmou na tarde dessa terça-feira a assessoria de imprensa de Felipão. Nos bastidores, a princípio, a avaliação é de que não há favorita entre as duas seleções que têm mantido contatos com o staff do gaúcho, de 69 anos.

Busca por sucessor e indefinição

O Egito está sem comandante há 15 dias, uma vez que o argentino Héctor Cúper deixou o cargo logo após a eliminação na Rússia. No caso dos sul-coreanos, a situação de Shin Tae-Yong está indefinida. Com três Copas no currículo, Felipão levou o Brasil ao pentacampeonato, em 2002, 12 anos antes do quarto lugar marcado pela goleada por 7 a 1 para a Alemanha. O treinador também foi às semifinais, em 2006, com Portugal.

Um comentário:

  1. O cara patrocina o maior vexame do futebol brasileiro e ainda é tratado como técnico de primeiro nível...

    ResponderExcluir