12/07/2018


Levantamento a partir da análise de 60 lances, de 41 duelos, indica
23 erros graves do apito até a 11ª rodada do Campeonato Brasileiro

Vinícius Dias

Roger é lançado por Danilo Avelar, cai ao disputar a bola com Fábio e, para revolta dos jogadores celestes, o árbitro assinala pênalti. Em meio à Copa do Mundo e à promessa de novos tempos com o uso do VAR, o amistoso entre Corinthians e Cruzeiro, na noite dessa quarta-feira, relembrou aos torcedores a incômoda rotina de erros de arbitragem. Entre a rodada inicial e a 11ª, a penúltima antes da pausa para o Mundial na Rússia, o Campeonato Brasileiro registrou 23 erros graves de arbitragem. Nove deles contra equipes mineiras, que recusaram o formato de VAR proposto pela CBF


O número é resultado de levantamento feito pelo Blog Toque Di Letra a partir das análises divulgadas rodada a rodada pela CBF. Considerando os 60 lances apresentados, de 41 jogos, América, Atlético e Cruzeiro são os clubes contra os quais os árbitros mais erraram: três vezes contra cada. Além das não expulsões, o levantamento classificou como graves os casos de gol/não foi gol e pênalti/não foi pênalti, cujas marcações, a princípio, poderiam ser revisadas com o auxílio da tecnologia. Com base neste critério, 23 dos 24 erros listados pela CBF foram contabilizados.

Atlético e Cruzeiro: três erros contra
(Créditos: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Os erros das primeiras 11 rodadas do Campeonato Brasileiro foram divididos a favor de 11 equipes e contra 14 - apenas Bahia, Botafogo e Sport não aparecem em nenhuma das duas contagens. A lista reúne nove penalidades não marcadas e quatro inexistentes assinaladas, quatro situações em que deveria ter sido aplicado cartão vermelho, quatro gols irregulares validados e dois mal anulados. Se o trio mineiro lidera o ranking de erros contra, Ceará e Flamengo estão no topo quando o assunto são erros a favor, com quatro lances mal assinalados pela arbitragem cada.

Erros em partidas do trio mineiro

Entre os 60 lances destacados nas análises da CBF, cinco aconteceram em partidas do América. O time alviverde foi prejudicado em três oportunidades: diante do Vitória, na 3ª rodada, com a não marcação de um pênalti, e contra o Ceará, na 5ª rodada, com a validação de um gol irregular e a marcação de uma penalidade inexistente para o adversário. Por outro lado, duas decisões da arbitragem beneficiaram o Coelho no Campeonato Brasileiro: a não aplicação de cartões vermelhos nos confrontos contra Corinthians, na 8ª rodada, e Atlético, na 10ª, na Arena Independência.

América: três erros contra, dois pró
(Créditos: Mourão Panda/América)

O Galo ainda foi prejudicado com a não expulsão de um atleta do Vasco, na estreia, e a não marcação de penalidade contra a Chapecoense, na 9ª rodada. A Raposa também teve motivos para reclamar: dois pênaltis não marcados no duelo com o cruzmaltino, na 10ª, e gol irregular da Chape validado na 11ª. Na classificação por erros, elaborada pela reportagem considerando as decisões que beneficiaram ou prejudicaram os 20 clubes e tendo como critérios de desempate número e tipo - lances de gol, pênalti e expulsão, nesta ordem - de equívocos a favor, os arquirrivais são lanternas.

Classificação por erros de arbitragem - Série A:

Ceará - quatro a favor, nenhum contra / saldo = quatro a favor
Flamengo - quatro a favor, um contra / saldo = três a favor
Chapecoense - três a favor, nenhum contra / três a favor
Vasco - três a favor, um contra / saldo = dois a favor
Vitória - dois a favor, um contra / saldo = um a favor
São Paulo - um a favor, nenhum contra / saldo = um a favor
Palmeiras - um a favor, um contra / saldo = zero
Paraná - um a favor, um contra / saldo = zero
Santos - um a favor, um contra / saldo = zero
Bahia - nenhum a favor, nenhum contra / saldo = zero
Botafogo - nenhum a favor, nenhum contra / saldo = zero
Sport - nenhum a favor, nenhum contra / saldo = zero
Grêmio - nenhum a favor, um contra / saldo = um contra
Atlético/PR - nenhum a favor, um contra / saldo = um contra
Internacional - um a favor, dois contra / saldo = um contra
América - dois a favor, três contra / saldo = um contra
Fluminense - nenhum a favor, dois contra / saldo = dois contra
Corinthians - nenhum a favor, dois contra / saldo = dois contra
Atlético/MG - nenhum a favor, três contra / saldo = três contra
Cruzeiro - nenhum a favor, três contra / saldo = três contra

Um comentário: