31/01/2015

Mais uma vez, forte e vingador!

Ricardo Diniz

Na tarde deste domingo, 1º de fevereiro, a equipe atleticana faz a sua estreia oficial na temporada, diante do Tupi, na Arena Independência, na abertura do Campeonato Mineiro. Depois de terminar 2014 em alta, com a conquista da Copa do Brasil ante o maior rival, o Galo manteve a base do elenco e ainda contratou o atacante argentino Lucas Pratto, eleito melhor jogador do futebol local em 2014, além do bom volante Danilo Pires, de 22 anos, ex-Santa Cruz.


O gringo, por sinal, começou bem sua passagem pelo Galo, e deixou sua marca de artilheiro no amistoso disputado contra o Shaktar Donetsk, da Ucrânia, que terminou com vitória alvinegra pelo placar de 4 a 2. Os outros gols da equipe foram marcados por Carlos, Leonardo Silva e Dodô. Em relação ao plantel, o técnico Levir Culpi teve, até o momento, duas baixas: Réver, capitão atleticano na conquista da Libertadores, além do goleador e ídolo Diego Tardelli.

Lucas Pratto: atacante estreou com gol
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

Por falar em Diego Tardelli, o craque encerrou sua segunda passagem com 102 jogos e 33 gols pelo clube. Ao longo desse período, o camisa 9 foi fundamental para o título Mineiro, em 2013, e para as inéditas conquistas da Copa Libertadores, em 2013, e da Recopa Sul-Americana e da Copa do Brasil, na temporada passada. O bom rendimento, assim como na primeira passagem, fez Tardelli ganhar espaço na seleção brasileira sob o comando do técnico Dunga.

O efeito Levir Culpi

Se o último ano começou em meio a dúvidas e terminou em festa para o atleticano, boa parte disso se deve a Levir Culpi. Logo no começo de sua quarta passagem pelo Atlético, Levir não poupou nem mesmo os ídolos Ronaldinho Gaúcho e Diego Tardelli das críticas. O Gaúcho deixou o clube logo após a Recopa. Tardelli permaneceu e foi fundamental para as duas conquistas da temporada. Levir acumula, ao longo de quatro passagens, 122 vitórias, 49 empates e 56 derrotas.

Levir Culpi: história à frente do Atlético
(Créditos: Bruno Cantini/Flickr/Atlético-MG)

Em meio aos bons números, o torcedor atleticano tem o direito de seguir entoando o velho mantra, 'eu acredito!', e esperar por novas conquistas, sejam elas estaduais, nacionais ou internacionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário