19/04/2018

Atlético deve € 13 milhões a clubes do exterior

Vinícius Dias

Na reunião que marcou a aprovação das contas de 2017, na última segunda-feira, o Atlético também detalhou ao Conselho Deliberativo os débitos com clubes estrangeiros. Conforme o Blog Toque Di Letra apurou, os dados apresentados aos conselheiros apontaram sete dívidas vencidas, que significam € 11,3 milhões - cinco desses casos já resultaram em ações contra o alvinegro na Fifa. Somando € 2 milhões em impostos, as cifras chegam a € 13,3 milhões, cerca de R$ 55,8 milhões.

Contas foram aprovadas na 2ª feira
(Créditos: Site Oficial do Atlético/Divulgação)

Nos bastidores, o financeiro do Atlético busca alternativas para solucionar os imbróglios. "(Os casos) estão sendo devidamente analisados, discutidos e parcelados", afirmou o departamento, por meio da assessoria de comunicação do clube. Em dezembro, logo após a eleição do presidente Sérgio Sette Câmara, o diretor Carlos Fabel esteve na Suíça, onde se localiza a sede da Fifa, para tratar do tema. O dirigente tem trabalhado em conjunto com o advogado alvinegro para assuntos internacionais.

Pendência por Elias perto do fim

Da lista, que inclui débitos referentes às compras de Diego Tardelli, junto ao Al-Gharafa, do Catar, e Douglas Santos, à Udinese, da Itália, o caso mais próximo de ser encerrado é o de Elias. A pendência, superior a € 2 milhões, poderia resultar em problemas na Fifa em breve. O acordo com o Sporting, noticiado nessa quarta-feira pela Rádio 98 FM, envolve a ida do meia-atacante Marco Túlio para o clube português. À reportagem, a assessoria confirmou que, concluindo o negócio, o valor será descontado.

3 comentários:

  1. O sporting não é bobo nada, porque não levou o yuri, o Felipe Santana, o Arouca, o Tomaz....o interessante que o marco tulio não serviu nem pra disputar o mineiro e ta indo pra Europa, sinal que sabemos avaliar bem o que temos nas mãos. Eu quero ver é conseguir repassar o Elias depois.

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Bom dia Paulo! Infelizmente, estas ações tem que ser feita. Gostemos ou não precisamos nos livrar dessas dividas, temo sa necessidade de equacionar estes débitos, e tem que ser feita da forma que podemos, vendendo o que podemos vender. Eu não discordo da visão do presidente,pelo menos colocou tudo as claras o que jaá é um ótimo sinal.

      Excluir