15/04/2018

A derrota do Cruzeiro que abriu mão de jogar

Vinícius Dias

"Raça, raça, raça". Foi o coro cruzeirense nas arquibancadas do Mineirão aos 35 minutos da etapa final. Porque é natural que o torcedor que vê seu time entre os quatro, cinco principais candidatos ao título em todas as listas se decepcione com a derrota logo na primeira rodada. Mas o 1 a 0 diante do ótimo Grêmio de Arthur mostrou mais: o time de Mano Menezes, mesmo com elenco de favorito, abriu mão de jogar. Menos posse de bola, mais passes errados e nenhuma força para incomodar os gaúchos.


A estratégia reativa do Cruzeiro - ao contrário das melhores atuações no ano, tomando a iniciativa e pressionando a saída - foi a senha para um Grêmio confortável desde os primeiros minutos. Os comandados de Renato Gaúcho tinham espaço para girar a bola no meio-campo, mas pouco se aproximavam da área. Muito porque o time celeste marcava bem, embora sem velocidade para contra-atacar, tendo Thiago Neves como peça mais avançada e Rafael Sóbis apagado ofensivamente pela direita.

Raposa perdeu invencibilidade em casa
(Créditos: Washington Alves/Light Press)

A partida decepcionante da etapa inicial ganhou novos ares no segundo tempo, com o Cruzeiro finalizando logo no primeiro minuto. O Grêmio abriu o placar aos 9', com o estreante André. Thiago Neves parou em Marcelo Grohe aos 11', Everton em Fábio aos 15'. E o tricolor seguiu melhor, mesmo após a expulsão de Kannemann. Com um a mais, Mano trocou Robinho por Rafael Marques, que se juntou a Sassá no ataque, Mancuello substituiu Cabral, mas faltou organização para explorar os espaços.

No duelo de favoritos, o campeão gaúcho venceu o mineiro.
Vaiado, o time de Mano decepcionou ao abrir mão de jogar.

16 comentários:

  1. boa tarde, não tenho idade mais para platonismo, sempre vejo com lisura e razão, torço para o cruzeiro mesmo sabendo das falcatruas que regem nosso país, tanto na politica quanto na religião e no esporte, mas este time não é nem metade do falam, jogadores mais velhos e sem folego para o futebol atual!!! adoraria queimar minha lingua, mas este time tem jeito não, vai ficar no meio da tabela o ano todo!!! so o mineirinho mesmo, eita trofelzinho de m..... este!!! obrigado!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plnamente com sua afirmação Jakson. Não acredito mesmo nesse time de velhos conhecidos.Desde os jogos com o Tupi foi só sufoco

      Excluir
  2. O técnico Mano Menezes é assim mesmo, retranqueiro e não gosta de partir para cima. Tem que ir embora do Cruzeiro o mais rápido possível.

    ResponderExcluir
  3. Cruzeiro fez apresentação medíocre. E já entrou em campo com menos um jogador. O veterano Rafael Sóbis mais uma vez escalado pelo despreocupado Mano, depois de ganhar o Rural, entrou em campo errado. Devia ter jogado pelo Raposão. E Thiago Neves, o rei das entrevistas, esqueceu-se de jogar futebol. Mais uma vez foi o pior em campo com a proeza de ser pior do que o milongueiro Ariel Cabral. O Thiago Neves, não fez um passe certo, perdeu todas as divididas e nem na cara do goleiro conseguiu botar mais força na bola, acionando o seu chute de decadente jogador. A Libertadores meus amigos pode ser só sonho precoce desfeito.

    ResponderExcluir
  4. Com esse meio de campo (henrique, cabral, robinho e Arrasca)
    horroroso, diga-se de passagem, onde ninguém marca ninguém, não há disputa pela bola, não há raça, vontade, não há principalmente, futebol. Os dois volantes (henrique e cabral) andam e assistem os jogos de dentro de campo, são inúteis mas são imexíveis.
    Os dois já deveriam ter saído do time há muito tempo, nenhum dos dois tem futebol pra jogar no Cruzeiro, mas o treindor finge que não enxerga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Treinador burro que insiste em manter cabeças de bagre, que a cada jogo confirmam a bagrice! Vai ser difícil! Libertadores? Podemos esquecer! Não passaremos a 1ª fase!

      Excluir
  5. Time sem raça. Se continuar jogando mal assim com jogadores sem qualidade igual Egídio, Henrique, Ariel Cabral, etc, daqui a pouco teremos jogos do cruzeiro com campo vazio. Ontem foi de jogar a toalha e não esperar muita coisa desse time não. Só campeonato mineiro mesmo.

    ResponderExcluir
  6. Libertadores com esse time de velhos sem fôlego, parece que estavam num boteco até a hora do jogo, pode esquecer. Desse jeito que está jogando vai ser o lanterna desse grupo na fase de grupos. Uma vergonha.

    ResponderExcluir
  7. E olha que o experiente Mano Menezes, me parece, é o técnico que está há mais tempo dirigindo o mesmo time aqui no Brasil. Infelizmente, não estou conseguindo assistir aos jogos do Cruzeiro. Complicado demais.

    ResponderExcluir
  8. A lateral esquerda é o ponto fraco do time. O Thiago Neves está oscilando muito durante as partidas, facilmente perde a bola.

    ResponderExcluir
  9. Boa noite,

    Deixei de assistir jogos do meu CRUZEIRO.
    Time de velhos, time de aluguel, sem qualquer objetivo, só dinheiro.
    Este ano vai lutar para não cair.
    Diretoria amadora.
    Tecnico retranqueiro e horrivel. Vai embora e leva logo o seu carro forte de grana.
    Adilson Batista, já.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adilson Batista pelo menos não perdia pras Frangas. Era teimoso igual uma anta também.

      Excluir
  10. Realmente tá decepcionante ver o time "jogar". Com Sassá e Rafael Marques no "ataque" tem cheiro de pipoca no ar.......

    ResponderExcluir
  11. Muitos jogadores veteranos e não aguentam correr. Erram muitos passes. Volantes fracos que não sabem criar nem fazem gols. Laterais fracos

    ResponderExcluir
  12. O que mais me irrita é o cai-cai dos jogadores, o Sassá fica mais deitado do que em pé,
    o Egidio, só de chegar perto dele se joga, o tal do Thiago Neves então, nem se fala,
    erra passe o tempo todo, acerta um em dez e a imprensa mineira se engana dizendo que foi o craque do campeonato.
    Mano Menezes é um incompetente e não vê isso, aliás, acho que incentiva o cai-cai, fora com todos esses. Fato.

    ResponderExcluir