25/04/2018

Meu Cruzeiro, cadê o prazer em te ver jogar?

Douglas Zimmer*

Salve, China Azul!

Antes de tudo, que fique bem claro que eu não acredito que esteja tudo errado e que o Cruzeiro precise ser demolido e recomeçar do zero. Não criemos dramas que não existem, mas não deixemos de abrir os olhos para os problemas que nos saltam à vista. Tem alguma coisa muito errada no Cruzeiro. No time do Cruzeiro. Durante os 90 minutos em que os jogadores levam a campo a camisa estrelada mais linda do Brasil, algo não está saindo conforme o esperado e, além disso, particularmente não vejo esboço de que os obstáculos que nos separam daquilo que gostaríamos de ver possam ser superados em um futuro breve.


Chegamos a um ponto em que é quase proibido cobrar a equipe. Alguns jogadores se mostram incomodados com a cobrança 'excessiva', com eventuais vaias, com silêncio, com postagens em redes sociais, etc. Ora, se não for para cobrar agora, quando ainda não há nada perdido, quando esse grupo - que tem qualidade, sim senhor - pode muito bem se reencontrar em campo, nem que seja à base de pressão, quando cobraremos? Quando estivermos na metade do Brasileirão, tendo que nos contentar com o meio de tabela ou com uma hipotética vaga em competição internacional? Quando a Libertadores já for nada mais que um sonho desfeito?

Raposa tropeçou contra o Fluminense
(Créditos: Vinnicius Silva/Cruzeiro)

Meus amigos, a reação só pode sair e sairá de um lugar: de dentro do próprio Cruzeiro Esporte Clube. Ninguém nos fará o favor de nos tirar desta má fase - que não é tão longa, é verdade, mas veio em um momento que deveria ser de afirmação, e não de contestação - nem irá à Toca II dar uma solução mágica que nos faça recuperar a confiança e os bons resultados. Nenhum adversário, compadecido de nosso esforço, facilitará as coisas. A imprensa, mesmo que seja o mais imparcial possível, não fará campanha a nosso favor, não tentará nos fortalecer, enaltecendo a força do grupo, da torcida e do Mineirão. Esse não é o papel dela. Esse é o nosso papel!

A solução e a culpa são de todos

O Cruzeiro precisa se unir dentro e fora de campo. O que precisa acontecer é uma mudança radical na postura. Chega de aceitar o jogo adversário. Basta de não conseguir reagir aos estratagemas rivais, muito menos não conseguir propor os nossos. É hora de deixar a apatia de lado. Se pecarmos, que não seja por omissão. Não há nada perdido, é verdade. Mas, se quisermos ganhar, é nosso dever e salvação mudar o comportamento como um todo. O Cruzeiro é grande demais para ser coadjuvante por mais um ano. O estadual é muito, mas muito pouco, para o que esse elenco e a torcida, que vem dando show, merecem. Não é culpa de um ou de outro. É de todos.

Time de Mano não convence na Série A
(Créditos: Washington Alves/Light Press)

Temos material humano. A diretoria trabalhou bem e montou um belo elenco. Nosso treinador é um dos mais longevos do país, tem na bagagem o tempo que todos sonham para colocar o trabalho em prática. Nossa torcida comparece, é uma das mais presentes do Brasil e faz o possível para apoiar e intimidar os adversários. Mas, como o futebol não é uma ciência exata, não é um joguinho em que basta ter o melhor time para ter certeza de vitória, é mais do que necessário procurar aquele algo mais que torna algumas equipes vitoriosas, eternizadas na história por suas conquistas.

Força, Cruzeiro! Sempre teremos orgulho em carregar as tuas cores, mas queremos voltar a ter prazer em te ver jogar.

*Gaúcho, apaixonado pelo Cruzeiro desde junho de 1986.
@pqnofx, dono da camisa 10 da seção Fala, Cruzeirense!

6 comentários:

  1. Nosso treinador é uma dos mais longevos e MAIS BEM PAGOS do país. Nesta altura do campeonato, é inadmissível que o Cruzeiro apresente este futebolzinho mequetrefe. O senhor Mano Menezes vem tomando o tal do "nó tático" de treinadores que não tem 1/3 da grife e do salário dele. Não dá pra aceitar isso, não num clube da grandeza do Cruzeiro!

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde, amigo.
    Não concordo contigo.
    Todos, jogadores, comissão tecnica e diretoria, tem remunerações excepcionais e devem por obrigação fazer jus ao Salário percebido.
    É inadmissível ver o CRUZEIRO JOGANDO NA RETRANCA, inclusive com jogador a mais. (jogo com GREMIO)
    Temos que cobrar deste jogadores de aluguel que não importam com dificuldade do torcedor, que é trabalhador e muitas vezes deixa de comprar algo até necessário para ir ao estadio.
    MM ganhou o que? a copa BR, simplesmente nos penaltis.
    Temos que cobrar deste treinador, com os seus protegidos (Henrique, Robinho, Ariel, TN30 e Fabio).
    Temos que cobrar desta diretoria, que fez investimentos em jogadores com idade avançada, sem retorno financeiro e o pior, sem jogar nada.
    Li entrevista do HENRIQUE onde ele diz, que o torcedor esquece do que ele fez. Ele deve ser mais humilde e saber que algumas boas partidas que ele jogou é obrigação pelo alto salario que ele recebe.
    Caro Douglas, este ano lutaremos para não cair se alguma coisa não for feita.

    Abraços. Cuiabá MT.

    ResponderExcluir
  3. O Thiago Neves e o Henrique tem mais fama que futebol. Não conseguem ter nível necessário para competições importantes. Escalar o TN30 e manter o Arrascaeta no banco é inexplicável! Jogamos cobra dos times com 10 jogadores e nem os ameaçamos. Aliás, perdemos. Além da atitude, tem que mudar alguns jogadores.

    ResponderExcluir
  4. Sou cruzeirense desde criancinha. E já se vai muito tempo. Vi muitos craques vestindo esta camisa. Olho pra este time e vejo um goleiro muito bom, um zagueiro muito bom (Dedé), outro que se entrega acima da média (Léo), alguns jogadores que são bons, outros esforçados, mas não vejo ainda um craque. Thiago Neves veio para ser este craque, mas tem sido no máximo um bom jogador em algumas partidas, em outras um peso para o grupo, pois nestes jogos é como se nós jogássemos com 10 em campo. Aí estoura em cima do Henrique lá atrás, que acaba recebendo as críticas. Henrique é um jogador muito bom. A situação não está pior porque ele se esforça em campo. Ariel Cabral é um bom jogador. Ambos não comprometem. Mas não têm a incumbência de ser o craque do time. Nosso craque, aquele cara acima da média em alguma coisa e que define jogo, já foi um lateral (Nelinho), um meia (Alex), um ponta esquerda (Joãozinho), mas hoje não temos esse cara. Todos os grandes times do mundo tiveram um. Por que será que o PSG gastou aquela fortuna pra levar o Neymar? O Real Madrid tem o CR7, o Barcelona tem o Messi, e por aí vai. É por isso que acho que o único jogador que tem condições de se tornar este ponto de desequilíbrio neste time tem que ter o time jogando para cooperar com ele e tem que ter oportunidade de jogar onde ele se sentir melhor em campo. Neste elenco, quem pode ser este homem é o De Arrascaeta. É pouco? É o que temos. É também um jogador muito bom. Como já tive o prazer de estar no mineirão e de gritar o nome e aplaudir o Wagner, não mais que um bom jogador também. Este cara tem que ter liberdade de criar, de inventar, de driblar, de inovar. É o que fazem os craques. E tem que ter quem o cubra caso o que tente não funcione. No futebol moderno, no entanto, ele tem também que dar o sangue em campo e aparecer lá na lateral ajudando, no meio de campo marcando. É o que fazem CR7, Messi e Neymar. O TN30 deixa muito a desejar neste quesito. É por isso que defendo a tese de que precisa trocar 10 por um. Vender 10 desses comuns que estão por aí e comprar um só que possa desequilibrar, mesmo que ele não seja um camisa 10. Há pouco tempo tivemos um muito bom, que agora está bem longe e com vontade de voltar. Olha aí diretoria, reforço não é qualquer porcaria que está sem espaço em time de segunda divisão na Europa. Reforço é jogador que seja pra fazer o TN30 e o De Arrascaeta jogar. Reforço é jogador que está em atividade e jogando em bom nível. É jogador que deixa o adversário preocupado e que encaixa no time. Se vocês quiserem reforçar o time, mandem uns 10 aí embora e tragam o Ricardo Goulart. Dêem pra ele de volta a camisa 8, passa a 5 pro Henrique e vamos ver. Pra encher banco, completa com a garotada da base.

    ResponderExcluir
  5. Este time precisa de reforço. Reforço não é jogador sem espaço em time de segunda divisão da Europa. Reforço é jogador de alto nível que chega veste a camisa e põe o time pra jogar. Manda 10 destas porcarias aí embora e contrata um jogador que coloque todos os outros pra jogar. Ponham neste time o Ricardo Goulart e vejam TN30, Arrascaeta, Henrique, Lucas Silva e até Ariel Cabral começarem a jogar muito mais. Dá pra ele a camisa 8, passa a 5 pro Henrique e completa com os outros bons jogadores que aí já estão. Aí teríamos time pra botar um certo temor nos adversários. Do jeito que está aí ninguém vai respeitar esta camisa mesmo.

    ResponderExcluir
  6. Já havia falado em outra coluna no começo do ano enquanto a torcida estava feliz com o oba-oba da nova diretoria. Das contratações a que realmente está sendo de utilidade é o Edilson, o restante são mais do mesmo, não entedi a contratação do Mancuello e do Bruno Silva, pelo valor pago e salário eles deveriam chegar para ser titulares absolutos e não jogadores para compor o grupo. Egídeo continua sendo o mesmo de sempre, as vezes ajuda com assistencia mas é um desastre na defesa, quando foi contratado todos sabiam disso. Nem vou me alongar na irresponsabilidade de contratar o Fred... O pior é que são jogares sem valores para revenda. Então a crise financeira vai piorar nos próximos anos com um elenco recheado de jogadores velhos e com alto salário e longo contrato.
    Apesar de tudo o time tinha a obrigação de ganhar, especialmente do Fluminense, aí passa pela forma pragmática do Mano de colocar o time para jogar.

    ResponderExcluir