25/06/2018

Atlético traça estratégias por Roger Guedes

Vinícius Dias

Em meio à incerteza sobre Roger Guedes, o Atlético retoma os trabalhos nesta segunda-feira, na Cidade do Galo. Nos bastidores, a expectativa é de que a situação do meia-atacante, emprestado pelo Palmeiras até dezembro, seja definida ainda nesta semana. Artilheiro do Campeonato Brasileiro, com nove gols, o camisa 23 é alvo de clubes da Arábia Saudita e de Portugal, além do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, considerado favorito neste momento. A cúpula atleticana, no entanto, traça estratégias para tentar mantê-lo e deve voltar a se reunir com o agente Paulo Pitombeira.

Camisa 23 já fez nove gols na Série A
(Créditos: Bruno Cantini/Atlético-MG)

A proposta ucraniana, assim como as demais, é inferior à projeção alviverde de € 10 milhões, cerca de R$ 44 milhões. Pesam a favor o desejo de Roger Guedes de atuar na Europa - apesar de os sauditas terem sinalizado ofertas salariais quase cinco vezes superiores ao patamar atual - e o bom trânsito entre os clubes. Há menos de 15 dias, o Shakhtar selou a compra do atacante Fernando, revelação do Palmeiras, em operação intermediada pelo emissário que agora reforça a investida pelo atleticano - o mesmo que, em 2016, já havia encabeçado uma tentativa do Zenit, da Rússia.

Reajuste e compra de percentual

Tentando impedir a saída, conforme o Blog Toque Di Letra apurou, o Galo tem duas cartadas. A primeira é propor um aumento considerável ao camisa 23, convencendo Palmeiras - detém 25% dos direitos econômicos - e Criciúma - 75% - de que, em alta, Roger Guedes se valorizará. Em caso de venda até dezembro, 10% ainda irão para o alvinegro, a título de vitrine. A segunda é adquirir parte dos direitos por valores proporcionais às ofertas estrangeiras, com os clubes mantendo percentuais para voltar a faturar em uma revenda. Para isso, o Atlético busca o apoio de investidores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário