30/06/2018

Atleticano, já é hora de dar o braço a torcer!

Alisson Millo*

Atleticano raiz não larga o time nem em Copa do Mundo. Prova disso são as várias bandeiras do Galo nas arquibancadas da Rússia. Mas aqui não vamos repercutir a pontinha de inveja que este colunista sente daquelas pessoas. Vamos falar do nosso clube. Das contratações, dos reforços, das boas notícias. Dizem que é a corneta que nos move, mas é uma sensação bem agradável falar coisas positivas do time pelo qual a gente torce.


Comecemos então pela mais recente. Recuperado de lesão no ligamento do joelho, o atacante Clayton está de volta aos treinamentos com bola. Se você não ficou muito empolgado com a proximidade de retorno aos gramados do ex-jogador do Figueirense, fique feliz pelo profissional que está desde o fim de 2017 sem atuar. Ele não é um primor técnico, mas é uma peça a mais para o elenco - e aqui não queremos ver ninguém machucado.

Chará: reforço do Galo e de Gallo
(Créditos: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Mas talvez a notícia que mais tenha deixado o torcedor esperançoso seja a efetivação - até que enfim - de Thiago Larghi. Já não aguentava mais escrever treinador interino toda vez que ia falar do cara que ficou à frente do Atlético por mais de 30 partidas e melhorou consideravelmente o futebol apresentado pelo time, atual vice-líder do Brasileirão. Embora a permanência não surpreenda, o histórico recente de trocas relâmpago no comando do Galo me deixava com a pulga atrás da orelha a respeito da continuidade dele. Claro, Larghi tem muito a aprender, mas já deu sinais de capacidade para se tornar um treinador de ponta, então é apoio total a ele.

Intertemporada com caras novas

Oficialmente técnico, Thiago está comandando a intertemporada desde segunda-feira. À disposição, alguns reforços que foram apresentados ao longo da semana. O nome mais badalado é o colombiano Yimmi Chará. Meia de velocidade, o jogador estava na pré-lista da seleção para a Copa e deve ser aproveitado jogando pelos lados do campo. Outro nome que chega com essas características é o atacante Edinho, vindo do Fortaleza. Rogério Ceni, treinador do time cearense, definiu Edinho como "jogador que desequilibra jogo". Se o reforço fizer jus ao elogio em campo, é uma característica que será bem útil na sequência da temporada.

Larghi: com a bola toda no Atlético
(Créditos: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Para o meio-campo, foi contratado o uruguaio David Terans. Dono de um canhão na perna esquerda, ele era o artilheiro da liga local, muito por conta do bom aproveitamento em bolas paradas. Comparações com Otero são inevitáveis. No entanto, fica aqui a torcida para que ele não seja apenas um cobrador que leve perigo sempre, mas quase nunca marque. Para o comando de ataque, Denilson chegou do Vitória reconhecendo o peso da camisa 9 do Galo, enaltecendo Ricardo Oliveira, mas disposto a brigar pela posição. Denilson, idealmente, é o meio-termo entre o vovô garoto e a juventude - promissora, mas ainda crua - de Alerrandro.

Volante chega, atacante cogitado

Outro recém-confirmado é o volante José Welison, ex-Vitória. Ainda no ramo da especulação, mais um atacante: Leandrinho, do Napoli, da Itália, velho conhecido de Alexandre Gallo da época em que trabalhou nas seleções brasileiras de base. Já Welison é a sombra para Adilson. Não comparando a qualidade, mas é outro primeiro volante, posição carente no elenco, que vinha sendo alternada entre Yago e Galdezani.

Roger Guedes, por ora, segue em BH
(Créditos: Bruno Cantini/Atlético-MG)

A promessa do começo da temporada era um time bom e barato. Não me convenceu a princípio. Provavelmente, àquela altura, só convenceu à própria diretoria, mas vamos dar o braço a torcer. Só não torça muito para não forçar a amizade e porque, elogios à parte, também traria outro lateral-esquerdo nesta janela, uma vez que os reservas imediatos de Fábio Santos são um zagueiro e um volante, ambos improvisados.

*Jornalista. Corneteiro confesso e atleticano desde 1994.
Goleiro titular e atual capitão da seção Fala, Atleticano!

17 comentários:

  1. Desculpe, mas Welison nao é primeiro volante. No Vitoria, sempre foi segundo ou terceiro homem. Leandrinho foi titular 4x na carreira: PP e Napoli. Aposta gigante. Quanto a carencia, concordo plenamente com as posições

    ResponderExcluir
  2. A expectativa é positiva mas vamos aguardar a confirmação em campo. Vamos enfrentar logo de cara duas batalhas duras: Grêmio e Palmeiras. Falta investir na defesa e laterais.

    ResponderExcluir
  3. Acho q o único erro da diretoria foi ter entrado com reserva na sul-americana. Prrcisavamos TB de um lateral direito, pq o Patric so tem raça, mas na hora que o futebol prevalecer no galo, ele vai atrapalhar matando jogadas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Embora não tenha gostado do Galo ser eliminado da sul Americana e da Copa do Brasil, percebi a posse de bola absurda dos garotos na sul americana (se faz um gol e segue em frente com os garotos seria jogada de gênio, rebelado garotos e valorização da equipe). O padrão de jogo do galo se mantém. Acho que apesar da bronca dos torcedores, a diretoria esta no caminho certo.

      Excluir
  4. Se contratasse mas um zagueiro bom, melhor ainda.
    Mas acho que se derem chances pro Juninho já ta bom.

    ResponderExcluir
  5. E o galao da massa se reforcando mt bem.

    ResponderExcluir
  6. Estou gostando das contrataçōes,mas falta zagueiros e laterais. Abraços amigo Alisson

    ResponderExcluir
  7. O galão da massa vai nos dar muitas alegrias ainda nesse brasileiro. Eu acreditooooooóoooo...

    ResponderExcluir
  8. GalÔÔÔÔÔÔÔÔÔÔÔÔÔÔÔÔÔÔÔÔÔÔÔÔÔÔÔÔ!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. faltam laterais e zagueiros, claiton devia ser emprestado de novo, ele e mais alguns outros.

    ResponderExcluir
  10. Nao temos zaga e laterais ...e contrata este tanto de jogador para frente ...nos atleticanos somos carentes de titulos importantes ...este ano temos que ganhar ...afinal nosso rival esta a mil anos luz ..na nossa frente ...e nunca caiu para serie b ...eu acredito vamu galooooo .

    ResponderExcluir
  11. A defesa que vem mal,muito mal,precisa de reforço,se não a casa cai.

    ResponderExcluir
  12. O Fabio Santos não está muito longe do Patric,precisa de uma sombra forte.

    ResponderExcluir
  13. Sem zagueiros e um lateral esquerdo pra Reserva e um direito pra titular acho que num chegamos nem no g4. Larguini não quis Reforço na zaga vai cair junto com Gabriel Bremen e patrick

    ResponderExcluir
  14. Desculpe, mas elogiaram a efetivação desse treinador é piada! Que melhorou o time isso é incontestável, mas piorar o trabalho do Osvaldo Oliveira era impossível!Dois exemplos de atitudes absurdas do novo treinador: contra o Corinthians, fez 3 substituições ao MESMO TEMPO e contra a Chapecoense, tirou um zagueiro e colocou um atacante... NEM NA VÁRZEA isso é aceitável! Mas Boa sorte pra ele! Não vou torcer contra, pois sou galo acima de tudo!
    Vai pra cima deles galôoooo!!!

    ResponderExcluir
  15. Sobre o novo estádio, nada. O início sempre vai ser "no início do próximo semestre." Eita!

    ResponderExcluir
  16. Desde o primeiro instante, eu considerei o trabalho de organização e planejamento do nosso GALÃO muito necessário. Os resultados serão com o fator tempo e precisamos continuar com essa administração e as melhores experiências técnicas desta equipe. Sobre o Clayton, é um jogador novo e devemos dar outras oportunidades a ele. Aqui é GALO!

    ResponderExcluir