12/01/2018

Valorizado, Mineiro distribuirá R$ 37 milhões

Vinícius Dias

Os clubes do módulo I e a organizadora do Campeonato Mineiro receberão, somados, cerca de R$ 37 milhões pelos direitos de transmissão neste ano. Conforme o Blog Toque Di Letra antecipou no fim de 2016, a renovação para o período de 2017 a 2021 foi fechada com valor inicial de R$ 36 milhões. O contrato prevê reajuste a cada edição com base em índices de mercado, o que representará mais R$ 1 milhão nesta temporada.

Campeão receberá troféu em 08 de abril
(Créditos: Federação Mineira de Futebol/Divulgação)

Donos das maiores fatias, o atual campeão Atlético e o rival Cruzeiro ficarão com cerca de R$ 12,3 milhões cada. O América embolsará quase R$ 2,9 milhões, enquanto cada um dos nove representantes do interior receberá uma cota entre R$ 850 mil e R$ 875 mil. A primeira parcela será paga aos clubes antes da rodada de abertura do estadual, agendada para o próximo dia 17. A organizadora também terá direito a um percentual.

Publicidade impulsiona receitas

Entre TV aberta, fechada e pay-per-view, serão transmitidos pelo menos três confrontos por rodada - à exceção da 5ª, 7ª e 9ª, nas quais serão disputados os clássicos da capital. Para esta temporada, o Campeonato Mineiro teve formato alterado, com a volta da  fase quartas de final. As receitas com a competição são alavancadas pelas placas de publicidade das partidas, cuja comercialização fica a cargo dos próprios clubes.

16 comentários:

  1. Absurdo essa divisão de cotas!! Os chamados "grandes" sempre privilegiados.
    Pobre campeonato Mineiro!! Sempre os mesmos..... Sem falar do apoio da arbitragem aos "grandes"....
    Lamentável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso chama-se capitalismo. Não reclame.

      Excluir
    2. Quem mais naturalmente atrai mais audiência; logo, o espetáculo é mais caro.
      você prefere assistir ao show do Zé Carlos e Jadir ou Zezé de Camargo e Luciano.
      ou seja prefere ver URT x Caldense ou ...

      Excluir
    3. tira Atletico mg, cruzeiro e america do campeonato e vee se alguma tv aceita pagar pelo campeonato? nao da para concordar a disparidade de flamengo e cruzeiro,flamengo e atletico ou corinthians e cruzeiro ou corinthians e galo. agora mineiro tem sim um abismo sim

      Excluir
    4. Porque atletico e cruzeiro nao reclamam dessa divisao pois no brasileiro falaram em modelo Ingles ou outro modelo europeu .AGORA EU QUERO VER SE O EX PRESIDENTE DO ATLETICO VAI SER HOMEM OU MELHOR SER HUMANO E RECLAMAR DESSA DIVISÂO como fez no brasileiro quando FLAMENGO E CORINTHIANS RECEBEM MUITO MAS QUE OS TIMES MINEIROS

      Excluir
  2. Depois queremos reclamar da quantia que ganha Flamengo e Corinthians no Brasileirão...
    A ma distribuição começa dentro de casa!
    Não existe direitos iguais no futebol

    ResponderExcluir
  3. Também acho errado mas por outras razões. Atlético-mg deveria receber muito menos pois só tem 2 títulos nacionais (e já foi rebaixado) enquanto o Cruzeiro tem 9 títulos nacionais. Afinal não é fácil conquistar 9 títulos, são muitos anos (séculos) de diferença.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. afinal esta disputando campeonato nacional ou mineiro? achei que estavamos falando era campeonato mineiro..ipocrisia e falta de cerebro aqui é mato

      Excluir
  4. O que valeria um campeonato mineiro sem atletico e cruzeiro? Sinto muito, mas os outros times são mero coadjuvantes e devem ser remunerados como tal.

    ResponderExcluir
  5. O que nós aqui de Minas reclamamos que os de SP e RJ ganham das cotas de TV, é praticado aqui por Atlético e Cruzeiro!!! LAMENTÁVEL!

    ResponderExcluir
  6. Como tem pessoas com inteligência limitada. Exergam apenas o próprio umbigo.
    Pobre futebol Mineiro.

    ResponderExcluir
  7. Deveria ter uma base de remuneração igual e o resto atrelado à posição final no campeonato. Igualdade e meritocracia

    ResponderExcluir
  8. Nossa!quanto mimi por causa dos times pequenos,o esporte profissional aqui e no resto do mundo é movido a dinheiro e não tem nada de errado nisso,somente o futebol movimenta mais de 200 bilhões de dólares mundo afora e não foi por causa de Guarani,caldense etc... que se chegou a essas cifras bilionárias além do mais campeonatos regionais tem que ser EXTINTOS,se acham que o Cruzeiro e o time de Vespasiano ganham muito é porque não viu o que ganha os times do interior que vão disputar o Paulistão da serie A,a Ponte Preta rebaixada para serie B do brasileirão vai receber mais que o Cruzeiro.Chega de mimi.

    ResponderExcluir
  9. A diferença do campeonato mineiro e do campeonato brasileiro é que se o Cruzeiro e Atlético não participar o campeonato perde força e nenhuma TV teria interesse em comprar os direitos, no campeonato brasileiro já não vejo essa dependência, se Corinthians e flamengo não participasse o campeonato seria assistido tranquilamente, esses times não fazem tanta diferença na capacidade de atrair recursos para ter ou não ter o campeonato.

    ResponderExcluir
  10. Você Torcedor do cruzeiro,vc não sabe pq o seu time não consegue ter expressão? Vou te mostrar a receita ...o cruzeiro precisa mudar de patamar na hierarquia do futebol brasileiro,pra isso precisa conquistar um mundial,ter um estádio proprio,e conseguir ter a maior torcida em TODAS as cidades do interior de MG ( pra quem não sabe o interior de MG e dominado por torcida de times de SP e RJ) só assim o cruzeiro vai conseguir mudar de patamar na hierarquia do futebol brasileiro e se igualar aos gigantes INTERNACIONAL GRÊMIO CORINTHIANS SPFC PALMEIRAS E FLAMENGO e SANTOS

    ResponderExcluir
  11. Discordo com a distribuição de cotas do campeonato mineiro,teria que ser 50% para o Galo e o restante dividido em partes iguais aos demais participantes.Isso justifica o fato do Galo ser o maior de minas o time mais empolgante,líder em audiência tanto na tv aberta quanto na fechada,trás mais publico nos estádio,é um time de torcida e nao de simpatizantes e mais importante não tem o codinome "MARIA"

    ResponderExcluir