24/03/2018

Coordenador do futsal na base deixa o Atlético

Vinícius Dias

Recém-implementado pelo Atlético, o projeto de integração entre futsal e futebol na base perdeu nessa quinta-feira seu coordenador. Marcelo Vilhena, de 42 anos, se despediu do clube alvinegro menos de dois meses depois de assumir a função. O belorizontino foi anunciado como novo gerente das categorias de base do Bahia, cargo que anteriormente era ocupado por Marcelo Lima, de saída para o Desportivo Brasil/SP.

Vilhena já se apresentou ao tricolor
(Créditos: Esporte Clube Bahia/Divulgação)

Ex-treinador da base de América, Atlético/PR e Cruzeiro, Marcelo Vilhena trabalhou simultaneamente com futebol e futsal entre as temporadas de 2006 e 2012, acumulando passagens pelo Colégio Magnum e pelo próprio América. Doutor em Ciências do Esporte pela UFMG, também é professor das licenças B e C do curso de treinadores da CBF e, há quase 15 anos, ministra disciplinas ligadas às modalidades no ensino superior.

Do time profissional à integração

Com longa tradição no futsal, o Atlético foi campeão intercontinental e bi nacional na década de 1990, tendo craques como Falcão e Manoel Tobias no elenco. A equipe profissional, no entanto, foi extinta em 2001. O projeto formatado para a base, conforme o Blog Toque Di Letra antecipou em fevereiro, tem características pioneiras, com a modalidade fazendo parte do processo de formação dos jovens talentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário